UMN

XXIX da AULP teve início em Lisboa-Portugal

 

IMG 1097

 

Prof. Doutor Orlando Manuel J.F. da Mata discursando na Cerimónia de Abertura do XXIX Encontro da AULP

A Arte e a cultura na identidade dos povos é o tema do vigésimo Nono Encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa que decorre desde ontem (3/7) no Instituto Politécnico de Lisboa.

Discursando na cerimónia de abertura do Evento o Presidente da Associação das Universidades de Língua Portuguesa e Reitor da Universidade Mandume ya Ndemufayo, Orlando Manuel José Fernandes da Mata destacou a oportunidade que os Encontros da AULP proporcionam para a promoção da unidade entre as Instituições de Ensino Superior da lusofonia.

“Hoje, eis-nos aqui uma vez mais, unidos pela história e pelo mesmo ideal, em torno do qual nos reunimos anualmente, que é, a busca do reconhecimento, da importância e da força desta comunidade de pessoas que falam a língua portuguesa e, sobretudo, que fazem investigação e estudos superiores. Assim sendo, continuamos a dedicar horas de reflexão em torno dos desafios do Ensino Superior na Lusofonia, do papel das universidades na difusão da Língua Portuguesa, e a promoção da cooperação entre os países membros da AULP” disse o Reitor da UMN.

Orlando da Mata que preside a AULP desde 2017, destacou como um dos principais êxitos alcançados pela Associação nos últimos anos a materialização do Programa de Mobilidade AULP, o primeiro programa que vai movimentar estudantes em todos os países do Espaço.

“O Programa Mobilidade AULP, é o primeiro programa de mobilidade académica que abrange exclusivamente o intercâmbio de alunos entre instituições dos países de língua oficial portuguesa e Macau, que resultou das preocupações e debates que se desenvolveram na Associação em torno de um sistema de transferência de créditos no espaço lusófono, pelo que este programa dispõe-se a promover a creditação e a qualidade das instituições, a internacionalização do ensino superior, a mobilidade académica, a formação de pós-graduação, de modo a que as instituições de ensino superior estejam em pé de igualdade com outras, quer a nível dos países de língua oficial portuguesa, como do resto do mundo. Permitam-me dizer-lhes, e para que sirva de incentivo para a adesão de mais instituições, que o programa de Mobilidade AULP alcançou já os 8 países, envolvendo 66 instituições de ensino superior dos países de língua oficial portuguesa e Macau (RAEM, China) que mostraram interesse em fazer parte do mesmo, tendo disponíveis para os estudantes mais de 344 projetos promovidos por 8 instituições de Angola, 19 do Brasil, 2 de Cabo Verde, 1 da Guiné-Bissau, 2 de Macau, 8 de Moçambique, 24 de Portugal, 1 de São Tomé e Príncipe e 1 de Timor-Leste”, salientou o académico.

Por outro lado o Presidente da AULP e Reitor da UMN, considerou ser importante a publicação dos resultados das acções que as Instituições de Ensino Superior desenvolvem, destacando as oportunidades que a AULP oferece nesse sentido.

O XXIV Encontro da AULP decorre de 3 a 5 de Julho em Lisboa com o Tema: A arte e cultura na identidade dos povos. Várias Instituições de Ensino Superior Angolanas estão representadas no evento, com destaque para as Universidades Mandume ya Ndemufayo, Agostinho Neto, Katyavala Buila, Kimpa Vita, o Instituto Superior de Ciências da Educação da Huíla, O Instituto Superior Politécnico João Piaget, Instituto e o Superior Óscar Ribas.

De lembrar que Lisboa sucede a cidade do Lubango, que acolheu em 2018 o XXVIII Encontro da AULP com o tema o Património Histórico do Espaço Lusófono, Ciência, Arte e Cultura.

David Anjos Caunda

 

 

 

 

Contactos

  • Telefone:  261 225 041

Newsletter

Início Úteis Notícias e Eventos XXIX da AULP teve início em Lisboa-Portugal